terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

LUBRAPEX 2009

Anunciámos aqui, a 25/01/2009, a realização da LUBRAPEX 2009, em Portimão, de 4 a 14 de Junho de 2009.
Entretanto foi alterado o local, a trienal Luso-Brasileira de filatelia, passou para Évora. A realização também mudou de data, passou para os dias 2 a 11 de Outubro.
A entidade organizadora, passou a ser a Confraria Timbrológica Meridional e Meridional Álvaro Boino de Azevedo, de Évora.
(créditos: Informativo FILATELIA 77, de São Paulo – Brasil)

25.º ANIVERSÁRIO DA ASSOCIAÇÃO
DOS MAXIMAFILISTAS PORTUGESES
Ontem, 14/02/2009 decorreu na sala de exposições do Clube Filatélico de Portugal, uma Mostra de Maximafilia, Comemorativa do 25.º Aniversário.
A Mostra, de um quadro, apresentou boas colecções de Postais Máximos, de conhecidos Maximafilistas, filiados na Associação, a honrar a colectividade.
Os Correios, colaboram, montando no local um Posto Temporário, onde era aposto carimbo comemorativo, cujo é a estilização do Museu João de Deus.
OS MAXIFILISTAS PORTUGUESES, realizaram um Postal Máximo Triplo, para fornecerem aos seus associados, para cujo, dispuseram dos três elementos dos três elementos essenciais, para o efeito:
- Carimbo Comemorativo da Mostra, estilização, selo emitido a cinco de Outubro, e postal. Tudo ostentando o Museu, ali ao cimo da Avenida do Brasil, junto ao Jardim da Estrela em Lisboa.
Aconteceu, pois, uma óptima jornada maximafilista, em Lisboa, neste aniversário.

EMISSÕES NOVAS - PORTUGAL

Os transportes Urbanos 1947 a 1974 (3.º Grupo): série lançada em 09/02/2009, com carimbo comemorativo de Primeiro Dia nas Estações dos Restauradores – Lisboa; Município – Porto, Zarco – Funchal e Antero de Quental – Ponta Delgada.
Taxas: 0.20, 0.32, 0.47, 0.68 e 0.80 €
Desenhos: atelier Acácio Santos/Hélder Soares
Fotos: Arquivo Câmara Municipal do Barreiro, Arquivo CP, Metropolitano de Lisboa, Museu do Carro Eléctrico – STCP, Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC)
Impressão: INCM

Em 1945 foi publicada a Lei 2008 de Coordenação dos Transportes Terrestres. Às profundas alterações da Administração Central sucedeu um sistema de concentração empresarial, em especial no sector ferroviário. Nos anos 50 e 60 assistiu-se a uma politica de cedência ao transporte, em detrimento do transporte público, que, em configuração com os “anos dourados” da economia portuguesa, contribuiu para o crescimento exponencial do parque automóvel dos principais centras urbanos.


LIBÉRIA

O aproveitamento económico-filatélico, em

cima do acontecimento. Emitido um bloco
filatélico a perpetuar a, mundialmente,
desejada eleição de BARACK OBAMA

(Créditos FILATELIA 77, S. Paulo - Brasil)

Daniel Costa

1 comentário:

xistosa - (josé torres) disse...

Parece que a taxas dos selos são constantes.
Como para enviar e-mails não pago nada, tenho quase a certeza que já nem sei escrever uma carta.
Ao que chegou a tecnologia, porque até nem todo o correi é selado com selos.
Talvez a maioria seja nas máquinas ...
Até o homem um dia será substituído na Terra.
Não tenho receio pois já cá não estarei